Guia completo: tudo sobre a Índia para planejar sua próxima viagem

06 Dezembro, 2018

Guia completo: tudo sobre a Índia para planejar sua próxima viagem

1. Introdução

Que tal descobrir tudo sobre a Índia? Já não é segredo que este é um dos países mais exóticos e encantadores do mundo. Com uma gastronomia incrível, diversidade cultural e mais de 20 línguas oficiais, a região tem sido o destino de muitos turistas que desejam conhecer palácios e monumentos antigos e entrar em contato com diversas crenças e um estilo de vida milenar.

No entanto, para aproveitar bem qualquer período neste país, é preciso tomar certos cuidados, como saber a melhor data para visitar a região, além de ter em mente alguns costumes típicos para evitar mal entendidos.

Suas férias estão chegando e você decidiu embarcar nessa aventura? Ótima notícia! Para tornar o seu roteiro de viagem mais simples e seguro, criamos este guia completo com as principais informações e curiosidades sobre o local. Acompanhe a leitura, anote as dicas e boa diversão!

2. Motivos para incluir a Índia no roteiro de viagem

Quem visita a Índia tem a chance de viver uma experiência mágica, única e intensa. Você desfrutará de momentos repletos de emoções enriquecedoras e com muita diversidade cultural. Antes de planejar sua viagem, vale a pena ter em mente que os costumes do país são muito diferentes dos nossos, aqui no Ocidente.

Por isso, o melhor caminho é mergulhar nessa aventura sem preconceitos, com a mente livre e o coração aberto. Razões não faltam para incluir as terras indianas no seu roteiro de viagem. A seguir, contaremos um pouco sobre cada uma delas.

Preço acessível

Quando comparada com o real, a rupia indiana tem um valor menor. Um real equivale a 18 rupias indianas, aproximadamente.

Isso fará com que você tenha poucos gastos na região com hotéis, alimentação, transportes e passeios turísticos. Para se ter uma ideia, é possível encontrar hospedagens por até R$ 30 e sanduíches por R$ 1,50. Não é demais?

Boas opções de compras

Você é daquelas pessoas que adoram comprar artesanatos e objetos produzidos por comunidades locais? Então, prepare-se para enlouquecer na Índia!

O local é cheio de feirinhas com diferentes produtos para você rechear a mala. Nos centros urbanos, é possível encontrar variados temperos, tecidos indianos, trajes, acessórios, sapatos e itens de decoração.

Uma dica valiosa: ao visitar as feiras ou bazares, tente pechinchar. Isso mesmo! Embora essa prática seja ofensiva para os ocidentais, os indianos estão acostumados com isso — e adoram!

Pontos turísticos sagrados

Apesar de boa parte da população indiana ser hindu, há outra parcela que segue as mais diversas religiões. É o caso do islamismo, budismo, sikhismo e até o cristianismo. Andando pelas cidades, você encontrará templos belíssimos, com muitas cores e materiais preciosos, como é o caso do ouro e do mármore.

Em muitos locais são oferecidas refeições para quem estiver presente. Independentemente do santuário escolhido, saiba que você terá muita paz e contará com muito respeito ao visitar as diferentes comunidades.

Gastronomia inesquecível

A Índia é um país vegetariano. Isso mesmo! Lá a vaca é sagrada e, portanto, não há pratos preparados com essa carne. Isso não deve ser um problema para os turistas, desde que você esteja disposto a experimentar outros sabores.

As opções que mais fazem sucesso são os cogumelos, pratos com arroz ao curry e um tempero exclusivo chamado masala — um mix de cardamomo, anis, canela, cravo, gengibre, noz-moscada e pimentas. Essa mistura é capaz de deixar qualquer receita mais saborosa e interessante.

Dica: se você não gosta de pimenta, lembre-se de sempre solicitar que esse ingrediente não seja adicionado ao seu prato. Caso contrário, você acabará se aborrecendo.

Meio de transporte diferenciado

Você já ouviu falar no famoso tuk tuk? Esse veículo é uma espécie de táxi para os indianos. Consiste em uma espécie de lambreta mais ampla, que comporta no máximo 4 pessoas. O modelo foi desenvolvido pelos administradores das cidades para driblar o trânsito caótico local. Para os viajantes, essa é uma opção econômica e bem mais segura do que as motocicletas ou bikes.

Visita ao Taj Mahal

É provável que você já conheça o Taj Mahal por fotos e filmes, certo? O monumento é uma das sete maravilhas do mundo e o principal ponto turístico indiano. Localizado na região de Agra, o mausoléu foi construído no século XIV, todo em mármore branco, como uma homenagem do príncipe Shan Jahn para a princesa Mumtaz Mahal. Parada obrigatória!

3. Costumes que você precisa conhecer antes de viajar

Cada vez mais os turistas estão planejando viagens para países exóticos. No entanto, para evitar problemas no local, como receber multas ou desrespeitar um cidadão, é fundamental conhecer as leis e os costumes do destino em questão.

Com a Índia, isso não seria diferente. Por se tratar de uma cultura asiática, há muitos hábitos desconhecidos por nós, brasileiros. Separamos alguns pontos que devem ser observados durante a sua visita.

Os indianos comem com as mãos

Em diversas regiões da Índia, os cidadãos dispensam o uso de talheres durante uma refeição e utilizando somente as mãos para pegar os alimentos. Para limpar as mãos, os indianos utilizam água morna com limão. Para os ocidentais, isso pode parecer um tanto anti-higiênico, mas é preciso respeitar a tradição do país.

Se você não consegue se alimentar dessa forma, pode ficar tranquilo! Em alguns restaurantes, lanchonetes e shoppings, os atendentes oferecem talheres aos clientes.

A higiene é precária em alguns locais

A higiene na Índia é um assunto que sempre causa polêmica. Isso porque boa parte das casas não são construídas com um banheiro. Os moradores costumam fazer as necessidades fisiológicas nas ruas ou em banheiros públicos. Há também as residências com banheiro, mas sem o tradicional vaso sanitário. Em vez disso, existe uma espécie de louça no chão e o indivíduo precisa ficar agachado.

Além disso, a população não tem o costume de utilizar papel higiênico, mas realizar a limpeza apenas com água e a mão.

A boa notícia é que, caso você fique em um hotel, esse problema não vai existir. Ainda assim, considere experimentar outras possibilidades. Para evitar dor de cabeça, sempre que sair para passear, leve um pouco de papel higiênico ou lenços umedecidos na bolsa. Vale a pena!

O trânsito é caótico

Assim que você chegar ao país, notará um detalhe marcante: o trânsito da região é extremamente maluco. Esse detalhe pode ser observado em qualquer local, tanto nas ruas estreitas dos bairros quanto nas avenidas mais movimentadas do centro.

Quer ver só um exemplo? Ao caminhar pelas cidades, é possível avistar bicicletas, tuk tuks, carros, motocicletas, carroças, búfalos e vacas, todos dividindo o mesmo espaço. Parece uma loucura, certo? E realmente é! Mas, de algum modo, esse caos funciona e as pessoas conseguem se organizar sem sofrer acidentes ou manter o trânsito congestionado por muito tempo.

Uma curiosidade interessante: as buzinas na Índia têm uma função diferente das daqui: elas servem para que o motorista avise que está atrás do carro — não como uma forma de reclamar, mas um costume natural.

Os calçados não são utilizados dentro das casas

Quem planeja hospedar-se na casa de um indiano não pode deixar de conhecer esse costume. No país, a população tem o hábito de sempre retirar os sapatos antes de entrar em casa, deixando os pares perto da porta de entrada.

Essa prática também costuma ser seguida na hora das refeições, quando as pessoas ficam descalças para se alimentarem. Para eles, essa é uma maneira de respeitar o espaço e não contaminá-lo com as sujeiras da rua.

As roupas são coloridas e extravagantes

Os indianos adoram roupas coloridas. Durante a viagem ao país, você vai ver que a maioria dos trajes são compostos por cores vivas, marcantes e alegres. Boa parte do público feminino costuma usar o famoso saree — um tecido longo que pode ser envolvido no corpo de mil e uma formas.

Em algumas regiões, essa vestimenta significa que a mulher é casada. Por exemplo: em eventos especiais, como os casamentos, as moças escolhem os sarees mais belos, repletos de brilhos e aplicações. Para completar a produção, ainda utilizam muitos acessórios — pulseiras, brincos, colares e tornozeleiras.

Ainda assim, existem aquelas mais moderninhas que usam roupas como as nossas no dia a dia, preferindo vestir os trajes típicos indianos somente em ocasiões importantes. Com os homens, também é possível observar essa mudança.

Em certos locais do país, a população masculina utiliza combinações simples com camiseta e jeans. Mas, em outros lugares, você verá que os rapazes gostam de vestir as chamadas kurtas, que são camisas mais longas. Existe também o hijab, um lenço que serve para cobrir os cabelos e o pescoço, muito comum entre as mulheres.

Os indianos fazem jejum

Quer saber tudo sobre a Índia? Então, chegou a hora de entender por que os indianos fazem jejum. Para começar, essa é uma prática muito comum entre a população. Não é raro encontrar um cidadão que está jejuando. Normalmente essa atividade é realizada ao longo de festivais religiosos, mas também existem aqueles que costumam jejuar semanalmente.

Para os indianos, o jejum aproxima o ser humano dos deuses. De acordo com eles, os indivíduos gastam uma boa quantidade de energia cozinhando, realizando refeições e digerindo alimentos. Seguindo esse pensamento, quando não comemos, conseguimos poupar a energia vital e assim a usamos para nos conectarmos com o Sagrado. Interessante, não?

Os indianos fazem marcas na testa

A maioria da população indiana tem o costume de utilizar uma marca na testa, bem próxima da região entre os olhos. Os sinais podem variar de forma ou tamanho, conforme a casta de cada indivíduo.

São marcas utilizadas por homens e, principalmente, pelas mulheres casadas. Inclusive, esses símbolos são aplicados na pele durante as orações, já que os indianos acreditam que o corpo emana energia e, ao marcar a testa, é possível espalhar essa vibração.

4. Destinos imperdíveis na Índia

Mesmo com as suas inúmeras diferenças e particularidades, a Índia é um país com paisagens exuberantes, cultura riquíssima e muitos tesouros. Viajar pelo país é uma verdadeira aventura e você não se arrependerá. Podemos garantir: a região conta com destinos fantásticos cuja visita vale muito a pena. Vamos descobrir quais são eles?

Rishikesh

Você sabia que na Índia existe uma cidade conhecida mundialmente como a capital do yoga? Essa cidade é Rishikesh. No local, você encontrará inúmeros ashrams, que são ambientes exclusivos para quem deseja meditar e se descobrir. Mas não acaba aí! Além da meditação e da yoga, os viajantes podem realizar várias tarefas nos ashrams, mas tudo dependerá da programação e organização de cada um.

Himalayas

Quem gosta de se aventurar e ficar mais pertinho da natureza, não pode deixar de conhecer o Himalayas. O local é um dos principais símbolos da Índia e proporciona aos turistas diversas atividades. Dentre as principais, é possível realizar trilhas, acampar nas montanhas, praticar trekking, visitar a nascente do Rio Ganges e muitos outros passeios.

Goa

Goa é o ponto de parada obrigatório para os brasileiros. Ao explorar o local, você encontrará muitas ruas com nomes em português, além de cidadãos indianos com nomes típicos do Brasil.

O motivo disso? Simples: até a década de 1960, a região era colônia de Portugal e, por essa razão, herdou várias características que conhecemos bem. É um pequeno vilarejo, com a maioria dos moradores católicos e praias de tirar o fôlego. Não deixe de ir!

Jaipur

Também conhecida como “a cidade cor-de-rosa”, Jaipur é rodeada de prédios e construções coloridos. Juntas, essas características são responsáveis por fazer com que essa cidade seja uma das mais charmosas da Índia.

Todos os comércios e imóveis estão localizados em volta do Palácio Central, local ainda habitado pela antiga família real. O lugar também conta com outros pontos turísticos encantadores, como o templo Govind Dev Ji; o palácio flutuante, Jal Mahal, e um observatório patrimônio da UNESCO, o Jantar Mantar.

Nova Délhi

Nova Délhi é a capital da Índia. Esse detalhe faz com que a cidade seja super movimentada, caótica e um tanto barulhenta. Mas no meio de toda a loucura, a região abriga algumas atrações emocionantes e até patrimônios mundiais.

Uma dessas atrações é o túmulo de Humayun, um mausoléu que mais parece um palácio. De acordo com a história, o local foi a principal inspiração para a construção do Taj Mahal.

Temos ainda outro point que merece uma visita: o Índia Gate — um monumento construído para homenagear os soldados indianos mortos em batalha durante a Primeira Guerra Mundial. Aproximadamente 85 mil nomes estão inscritos nas paredes da construção. O melhor de tudo? Você não precisa pagar para entrar.

5. Cuidados para quem viaja sozinha

Nas últimas décadas, as mulheres realmente lutaram para conquistar a sua independência e liberdade. Contudo, mesmo com todo esse esforço, a verdade é que o público feminino está muito mais vulnerável às situações perigosas do que os homens. E quando o assunto é viajar sozinha, o cuidado deve ser redobrado.

Você não precisa de uma companhia para aproveitar bons momentos em outro país, é verdade. Porém, é fundamental se proteger e tomar algumas precauções quando estiver em um país de cultura e religião desconhecidos.

Mas não se desespere! Explicaremos todos os pontos que merecem atenção durante o seu planejamento e assim que você chegar ao destino da viagem. Olha só!

Pesquise bem

Nenhum país do mundo é totalmente seguro — inclusive para quem está se aventurando sozinha. Mesmo que a Índia seja repleta de atrações fantásticas, é essencial saber que esse é um país pobre, tem condições de trabalho diferentes das do Brasil e, infelizmente, possui uma cultura machista.

A dica é que você pesquise bem ao longo do seu planejamento de viagem. Saiba quais são os melhores horários para caminhar nas ruas, se é possível pedir táxis tranquilamente e se é seguro andar desacompanhada à noite.

Para ter ainda mais conforto, procure descobrir qual é a melhor época do ano para visitar o local. Na Índia, o período indicado para os turistas é entre novembro e abril.

Seja discreta

Em muitos locais, a população sabe identificar de longe quem é turista — seja pelo comportamento ou pela vestimenta. A parte negativa disso é que você estará mais suscetível a sofrer um golpe.

Dito isso, procure agir discretamente e usar roupas que não chamem a atenção. Uma boa dica é evitar usar mochilas de agência de turismo, broches ou adesivos. Prefira investir em uma combinação confortável, com tênis e camiseta, sempre carregando a sua bolsa na parte da frente do corpo.

Não confie 100% em qualquer um

Os indianos são amáveis e extremamente receptivos. Não vai ser difícil fazer amizades durante a viagem pelo país. Inclusive, essa prática é muito saudável e pode garantir relacionamentos para a vida inteira.

Mas isso também não significa que você deverá confiar 100% nas pessoas. Esse cuidado deve ser mantido não somente na Índia, mas em qualquer região onde você esteja sozinha. Para se proteger, jamais entregue a desconhecidos o seu passaporte, dinheiro ou bolsa. Fique atenta!

Tenha um celular por perto

Quando estiver organizando a viagem, não se esqueça de habilitar o seu celular e internet para funcionarem em outro país. É fundamental estar o tempo todo conectada para se comunicar com os seus amigos, familiares, conferir roteiros e o horário de funcionamento dos estabelecimentos.

Para ter ainda mais praticidade, considere sair do Brasil já com um chip internacional funcionando. Hoje em dia muitas operadoras trabalham com esse tipo de serviço para oferecer mais comodidade e segurança aos viajantes.

Ande com os documentos

Sempre carregue os seus documentos com você. Existem turistas que preferem tirar uma cópia do passaporte e RG, deixando as versões originais no hotel. Ainda assim, para ter mais segurança, o ideal é andar com os documentos originais.

Você também pode escanear os materiais e salvar uma cópia no Google Drive ou em outra plataforma de armazenamento on-line. Acredite: esse detalhe ajudará muito em qualquer eventualidade e a evitar sufocos durante a viagem.

A mesma dica vale para outros documentos importantes, como o voucher do seguro viagem, os tickets de trem, as passagens aéreas, o comprovante de hospedagem e os cartões de crédito.

Escolha uma hospedagem bem localizada

Para ter mais segurança na sua viagem sozinha pela Índia, certifique-se de escolher um hotel bem localizado. Uma maneira de acertar em cheio na escolha da sua hospedagem é seguir alguns passos básicos:

  • ao identificar um hotel bacana, cheque a localização do estabelecimento;

  • jogue o endereço no Google Maps e observe a região;

  • confira se a hospedagem está localizada perto de restaurantes, bares, lanchonetes, farmácias e outros pontos comerciais;

  • veja ainda se existem pontos de táxi ou fácil acesso às principais avenidas.

Por último, procure analisar o feedback de outros hóspedes. Sites como o próprio Google ou o Booking.com disponibilizam relatos de experiências de outros viajantes no mesmo hotel que o seu. Com essas informações, você saberá se a hospedagem é segura, limpa, organizada e se os atendentes estão preparados para recebê-la. Tudo isso é fundamental para sua segurança e conforto, então não negligencie essa parte do planejamento.

Faça um seguro viagem

A vida é cheia de imprevistos. Nunca sabemos o que pode acontecer conosco, principalmente em um país desconhecido. Um dos pontos cruciais para o seu planejamento é fazer um seguro viagem. Com esse serviço, você terá cobertura médica e reembolso caso a sua bagagem seja extraviada. Não perca tempo e pesquise o melhor para você. Lembre-se de ler todas as regras e coberturas do plano para não ter surpresas desagradáveis depois.

Anote os telefones úteis

Outra questão fundamental é ter com você alguns números de telefone úteis. Quer um exemplo? O telefone da Embaixada do Brasil na Índia do seu hotel e do seu seguro de viagem. Caso você precise de alguma ajuda de emergência durante o período, terá mais praticidade para solucionar o problema.

6. Conclusão

Ao seguir essas dicas, será mais fácil curtir a viagem com muita tranquilidade e viver momentos inesquecíveis.

Uma dica bônus: lembre-se de não carregar muitos objetos na sua mala. Quanto mais leve ela estiver, mais praticidade você terá para se locomover, descobrir pontos turísticos, conversar com as pessoas e explorar ao máximo a região.

Viu só? Após a leitura deste conteúdo você conheceu absolutamente tudo sobre a Índia. Para continuar por dentro de mais dicas e informações valiosas como essas, aproveite e assine já a nossa newsletter!



Guia de tamanhos

ROUPAS:

Nossas roupas possuem modelagem mais larguinha, para você se sentir livre e confortável em todos os momentos.

Caso deseje tirar a dúvida, pegue uma fita métrica e meça o seu corpo nos pontos mencionados abaixos. 

*Busto: Passe a fita métrica no ponto mais alto do busto, na altura dos mamilos. 

*Cintura: Meça a parte mais fina da sua cintura, geralmente na altura do umbigo.

*Quadril: A parte mais larga do seu quadril.

De acordo com as suas medidas, confira qual o tamanho ideal para você:

VESTIDOS

 

P

M

G

GG

BUSTO

ATÉ 90CM

91 – 96 CM

97 – 102 CM

103 – 108 CM

LARGURA ABAIXO DO BUSTO

ATÉ 74CM

75 – 80 CM

81 – 86 CM

87 – 92 CM

ABERTURA DA MANGA

25 CM

26 CM

27 CM

28 CM

*Nossos vestidos são bem soltinhos na cintura e no quadril, então as únicas medidas relevantes são a do busto e logo abaixo do busto. 

 

MEDIDAS BATA HAPPEE

MODELO: PRETA COM PAVÃO NO OMBRO

 

P

M

G

GG

BUSTO

ATÉ 95CM

96 – 101 CM

102 – 106 CM

107 – 113 CM

CINTURA

ATÉ 95CM

96 – 101 CM

102 – 106 CM

107 – 113 CM

QUADRIL

ATÉ 98 CM

99 – 105 CM

106 – 112CM

113 – 120 CM

COMPRIMENTO COSTAS

57

60

63

66

 

 

MEDIDAS BLUSAS MANGA CURTA

MODELO: PRETA COM BOLSO ESPELHOS OU AZUL MARINHO PAVÃO BORDADO

 

P

M

G

GG

BUSTO

91 – 96 CM

97 – 102 CM

103 – 107 CM

108 – 113 CM

CINTURA

91 – 95 CM

96 – 100 CM

101 – 104 CM

105 – 108 CM

QUADRIL

ATÉ 105 CM

106 – 110 CM

111 – 115 CM

116 – 120 CM

COMPRIMENTO

57

59

62

64

 

 

MEDIDAS BLUSA MANGA ¾:

MODELOS: PRETA COM DETALHE DECOTE e AZUL MARINHO MANGA ESPELHOS

 

P

M

G

GG

BUSTO

ATÉ 89CM

90 – 96 CM

97 – 102 CM

103 – 109CM

CINTURA

ATÉ 82 CM

83 – 88 CM

89 – 96 CM

97 – 103 CM

QUADRIL

ATÉ 96 CM

97 – 104 CM

105 – 111 CM

112 – 120 CM

COMPRIMENTO

64

66

69

71

 

MEDIDAS PANTALONA

 

P

M

G

GG

TAMANHO EQUIVALENTE

36-38

38-40

40-42

44-46

 *Nossas pantalonas são super larguinhas, com elástico na cintura para se moldar a vários tipos de corpo, então as medidas são flexíveis. Porém, para que possa se guiar, baseie-se nos tamanhos que você usa de outros tipos de calça.

 

CALÇADOS:

Nossos calçados já estão adaptados aos tamanhos e pés brasileiros, então basta selecionar o seu tamanho ;) 

 

 

*Caso você ainda tenha dúvidas em relação ao seu tamanho, envie um e-mail para info@iamhappee.com, e responderemos o mais rápido possível. :)