Conheça a riqueza dos tecidos indianos

03 Outubro, 2017

mapa de tecidos indianos

A Índia é o segundo país mais populoso do mundo. É uma terra com grande de diversidade cultural, de pessoas e de gastronomia. Essa variedade e abundância também é encontrada no setor têxtil, fazendo com que a qualidade e a beleza dos tecidos indianos para roupas, tapetes, lenços, bolsas, acessórios e itens para a casa seja reconhecido em todo o mundo.

Foi em Bangladesh, mais precisamente em sua capital Daca, onde surgiram os primeiros tecidos fabricados em algodão no mundo. Alguns registros históricos indianos datam que essa matéria-prima já era utilizada há mais de 7.000 anos. Todo o trabalho começa com o cuidado, habilidade e experiência de cada agricultor até chegar às mãos dos artesãos.

Continue acompanhando este artigo e conheça mais sobre a importância da Índia no setor têxtil mundial e os principais tipos de tecidos que encontramos no país mais rico em variedades e cores. Acompanhe!

A importância da indústria têxtil indiana

O símbolo na bandeira da Índia, uma roda de tear azul, é bem pertinente à nação que tem nos tecidos mais de 30% do total de suas exportações. Para encorajar ainda mais o setor, o governo indiano criou o TUF (Fundo de Aperfeiçoamento Têxtil), que investiu na modernização, melhorias e maximização da produção de tecidos para roupas, tapetes e acessórios. Em consequência disso, o território ficou conhecido como um exportador e polo mundial de produtos têxteis.

Além dos tecidos indianos para roupas e demais itens, a Índia é um dos maiores produtores de algodão do mundo, perdendo somente para a China. Anualmente, são enviados mais de 800 toneladas de fios dessa matéria-prima para os quatro cantos do mundo, fazendo com que ocupem o sétimo lugar em termos de PIB (Produto Interno Bruto).

O processo produtivo e as técnicas de tecelagem

A Índia, quando comparada aos outros países, tem inúmeras técnicas e desenhos e estilos variados que dependem do local, condições climáticas, utilizações de cada peça e influências culturais. Do norte ao sul, você poderá apreciar os tecidos, técnicas e processos produtivos de tecelagem que são produzidos há mais de 1000 anos.

Os lindos bordados artesanais do noroeste da Índia fazem parte da sua rica cultura e herança, e definem o amor e beleza pelas combinações de cores ensolaradas e alegres da região. Nós particularmente amamos usar esses bordados em nossos produtos.

Já no nordeste da Índia, os diferentes tipos de seda e de lã são muito importantes, pois eles não se diferem apenas em design, mas também na técnica em que os fios são trabalhados.

Enquanto isso, na cordilheira do Himalaia ou no extremo norte da Índia, é encontrado, predominante, a Pashmina. Esse tecido tão autêntico do mundo é produzido a partir de uma lã especial, que é retirada de uma espécie específica de cabra que é encontrada nos vales do Himalaia. A pashmina não é apenas conhecida por sua beleza e calor, mas tem uma referência emocional na vida e no cotidiano do povo dessa região.

Na região sul, a famosa seda Kanjivaram e Mysore é usada para produzir a roupa indiana conhecida como saree. Ela é feita, em média, com 6 metros de tecido e representa a cultura e personificação do estilo da mulher indiana.

Nós, da Happee, acreditamos em promover esses belos tecidos e bordados artesanais, sendo oferecidos em uma plataforma global. Essas formas de arte usável não são apenas tipos de tecidos, mas representam fortemente a cultura indiana e como a diversidade é uma benção para os têxteis indianos.

O processo produtivo é cuidadoso desde o plantio das matérias-primas naturais até a colheita e tingimento. As técnicas de tecelagem dos tecidos indianos para roupas também são conhecidos mundialmente.

O método mais simples e utilizado é aquele em que o tecelão corre fio por fio uniformemente, por cima e por baixo. Já na técnica hand block printing, os desenhos são impressos em um bloco, formando carimbos gigantes de madeira e que são esculpidos à mão. Isso tornou o processo de estamparia indiano um dos mais valorizados e belos do mundo. Não é à toa que esses tapetes são os mais procurados e famosos.

Os bordados característicos, únicos e que são reconhecidos em qualquer parte do mundo são tidos como herança do país e grandioso trabalho manual de cada indiano. A costura foi sendo desenvolvida e aprimorada com o passar dos séculos e surgimento de novas técnicas e materiais.

Os principais tipos de tecidos

Como dissemos, a matéria-prima, bordados e demais características dos tecidos indianos para roupas, tapeçarias e acessórios dependem da região, técnicas e utilizações. Confira, a seguir, quais são os principais tipos e particularidades.

Algodão

A arte de tingir e trabalhar com o algodão já era utilizada na Índia há cerca de 5 mil anos. São encontradas peças de praticamente todos os tamanhos, cores e larguras. Um dos modelos de vestuário mais utilizados pelas mulheres é o sari, pois é feito de fios bem finos de algodão, o que torna a roupa fria e de fácil lavagem.

Seda

A produção de peças em seda começou em Veranasi e a técnica mais utilizada é a de tecer os fios de seda sem torção. Por ser atemporal, com esse tecido é possível fazer praticamente qualquer tipo de peça. Na Índia, os vestuários em seda mais comuns são os saris, dhoti e cheddars.

Chiffon

O chiffon é uma combinação de dois tipos de materiais, o nylon e a seda. Essa junção dá origem a peças elegantes e finas. Podem ser utilizados para produzir lenços, saris e peças que precisem de leveza.

Batik

Batik não é um tecido indiano para roupas, propriamente dito. É, na verdade, um método simples e básico da região. O processo de batik consiste em permear, com cera bem quente, uma área do tecido. Isso pode ser feito em linha, seda ou algodão branqueado. Os trabalhos em batik são vistos em toda a índia.

Os tecidos indianos para roupas, lenços, bolsas, acessórios e peças de cama são conhecidos mundialmente, assim como a sua exportação de algodão. Com isso, são feitas peças de vestuário de qualidade, com estampas originais e características do território. Além disso, a produção têxtil da Índia é fortemente valorizada devido aos processos e técnicas manuais.

Que tal aprender mais sobre os acessórios indianos e as melhores maneiras de utilizá-los? Então aproveite para conferir as nossas dicas de como usar lenços em diversas partes do corpo.

 

Crédito da imagem inicial: mymodernmet.com

Happee: acessórios feitos à mão na Índia



Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.

Guia de tamanhos

Caso você tenha alguma dúvida sobre o tamanho que deve comprar, pedimos que siga os passos abaixo para medir o seu pé, e então cheque nas tabelas abaixo o tamanho de calçado que corresponde ao comprimento do seu pé em centímetros. 

1. Em pé, coloque uma folha de papel debaixo do seu pé. Desenhe o contorno do seu pé com um lápis, conforme figura. 

2. Com uma régua ou fita métrica, meça o tamanho do seu pé, do calcanhar à ponta dedo mais comprido.

 

   SAPATILHAS
PAÍS TAMANHO

UK/INDIA

6

6.5

7

7.5

8

8.5

 

EUROPA

38

38/39

39

39/40

40

41

 

BRASIL*

36

36.5

37

37.5

38

39

 

EUA

7

7.5

8

8.5

9

9.5

 

CENTÍMETROS (PÉ) 23.8 24.1 24.6 25.1 25.4 25.9

 

   MOJARIS
PAÍS TAMANHO

UK/INDIA

2

3

4

5

6

6.5

 

EUROPA

35

36

37

38

39

40

 

BRASIL*

33

34

35

36

37

38

 

EUA

4

5

6

7

8

9

 

CENTÍMETROS (PÉ) 21,3 22,2 23 23,8 24,6 25,4

 

*Se você está vendo o site em português, a numeração já está convertida para a numeração brasileira.

*Nossas sapatilhas servem confortavelmente. As mojaris, no entanto, são um tipo de calçado naturalmente mais justo, pois de ajustam ao pé conforme o uso. 

*Esta tabela pode variar um pouco da tabela de outras marcas, uma vez que não há padrão internacional para tamanhos de sapatos. 

*Caso você ainda tenha dúvidas em relação ao seu tamanho, envie um e-mail para info@iamhappee.com, e responderemos o mais rápido possível. :)