Condições de trabalho na Índia: qual o panorama atual?

08 Setembro, 2018

Condições de trabalho na Índia: qual o panorama atual?

Já imaginou trabalhar ou estudar em território indiano? Atualmente, muitos jovens e profissionais recém-formados planejam se aventurar e viver experiências valiosas e transformadoras no país asiático. Mas antes de cogitar essa ideia, é importante conhecer a fundo as condições de trabalho na Índia.

Considerado um dos mais populosos do mundo, o local costuma atrair os nossos olhos para a sua cultura e gastronomia. No entanto, quem está pensando em se mudar para a Índia deve ponderar outros aspectos primordiais relacionados ao emprego, como qualidade de trabalho e salário mínimo.

Se interessou pelo tema? No post de hoje, contaremos tudo o que você precisa saber antes de fazer as malas. Siga a leitura!

Qual é o salário mínimo?

Apesar das suas belezas exóticas, a Índia é conhecida no mundo inteiro pelo seu mercado de trabalho — que, geralmente, apresenta condições instáveis e precárias. Isso pode ser notado no próprio salário mínimo: em comparação à média internacional, a remuneração do país é bastante baixa, sendo classificada como uma das menores do globo.

De qualquer modo, se você está planejando se mudar para a região, saiba que o salário varia, dependendo do seu local de moradia. Como exemplo, podemos citar a região de Delhi, que figura como a segunda maior cidade indiana.

Lá, o salário mínimo é mais alto que em outros locais e a remuneração gira em torno de 423 rúpias por dia trabalhado. Isso significa que o indivíduo ganha, aproximadamente, 5,80 dólares diariamente, segundo a cotação de setembro/2018.

Leis trabalhistas

Ao contrário do Brasil, onde há sindicatos e leis trabalhistas, a Índia não conta com nenhuma norma que garanta ao cidadão um benefício além do salário. Férias, vale-transporte, vale-alimentação, bônus e horas extras devem ser acordados diretamente com o empregador, em um contrato prévio e normalizado no ato da contratação.

Antes de assinar o contrato de trabalho, é fundamental ler com atenção todos os tópicos. Isso vale, essencialmente, para os parágrafos que mencionam qual será o seu salário líquido e bruto. Também é interessante observar com cuidado as questões relacionadas às férias — se elas são remuneradas e se existe a possibilidade de cumprir esse período de uma única vez.

Como são os horários de trabalho?

Se você tem o costume de trabalhar de segunda a sexta-feira, é melhor rever os seus conceitos antes de se mudar. Normalmente, as condições de trabalho na Índia não priorizam os fins de semana e a jornada trabalhista acontece de segunda a sábado.

Esse detalhe pode variar conforme o estilo e o porte da empresa, bem como o tipo de serviço que ela oferece para a comunidade. Hospitais, clínicas, postos médicos e outros estabelecimentos emergenciais são alguns dos locais que não contam com fins de semana livres no cronograma.

Ainda é importante ressaltar que, em muitas corporações, o cidadão ganha horas extras, mas não tem permissão para compensá-las durante o fim de semana. Portanto, se você não abre mão dos seus dias de descanso, é melhor ter atenção!

Quais são as melhores profissões?

Um dos principais pilares da economia do país é o comércio internacional. Por essa razão, os setores que mais contratam e melhor remuneram os seus funcionários são o de serviços, o agrícola e o industrial.

Ou seja, se você tem experiência profissional ou acadêmica em alguma dessas áreas, talvez a Índia seja uma boa oportunidade para solidificar a carreira.

Já para quem deseja estudar, o território tem ganhado bastante notoriedade entre os intercambistas de várias partes do mundo — principalmente entre aqueles que procuram um local com baixo custo de vida. Na Índia, você pode investir em um tradicional curso de inglês ou até mesmo aprofundar a sua experiência em um dos programas de voluntariado. Vale a pena!

Mesmo com algumas dificuldades, acredite: o território indiano é repleto de pessoas amáveis e dispostas a ajudar e se comunicar. Se você sonha em conhecer o local, não tenha medo de viver essa experiência de coração aberto!

E então, o que achou das condições de trabalho na Índia? Gostaria de viver algum tempo no país? Deixe um comentário no post!



Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.

Guia de tamanhos

Caso você tenha alguma dúvida sobre o tamanho que deve comprar, pedimos que siga os passos abaixo para medir o seu pé, e então cheque nas tabelas abaixo o tamanho de calçado que corresponde ao comprimento do seu pé em centímetros. 

1. Em pé, coloque uma folha de papel debaixo do seu pé. Desenhe o contorno do seu pé com um lápis, conforme figura. 

2. Com uma régua ou fita métrica, meça o tamanho do seu pé, do calcanhar à ponta dedo mais comprido.

 

   SAPATILHAS
PAÍS TAMANHO

UK/INDIA

6

6.5

7

7.5

8

8.5

 

EUROPA

38

38/39

39

39/40

40

41

 

BRASIL*

36

36.5

37

37.5

38

39

 

EUA

7

7.5

8

8.5

9

9.5

 

CENTÍMETROS (PÉ) 23.8 24.1 24.6 25.1 25.4 25.9

 

   MOJARIS
PAÍS TAMANHO

UK/INDIA

2

3

4

5

6

6.5

 

EUROPA

35

36

37

38

39

40

 

BRASIL*

33

34

35

36

37

38

 

EUA

4

5

6

7

8

9

 

CENTÍMETROS (PÉ) 21,3 22,2 23 23,8 24,6 25,4

 

*Se você está vendo o site em português, a numeração já está convertida para a numeração brasileira.

*Nossas sapatilhas servem confortavelmente. As mojaris, no entanto, são um tipo de calçado naturalmente mais justo, pois de ajustam ao pé conforme o uso. 

*Esta tabela pode variar um pouco da tabela de outras marcas, uma vez que não há padrão internacional para tamanhos de sapatos. 

*Caso você ainda tenha dúvidas em relação ao seu tamanho, envie um e-mail para info@iamhappee.com, e responderemos o mais rápido possível. :)