Em Busca de Sentido - Esperança em Tempos de Crise

por Leticia Sales março 28, 2020

A Importância da esperança em tempos de crise

Durante a faculdade, li um livro chamado Em Busca de Sentido, de Viktor Frankl. O livro é de 1946 e foi escrito após Frankl, um psiquiatra austríaco, sobreviver à 4 campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial.

Enquanto estava no campo de concentração, ele começou a observar o comportamento das pessoas, presas em uma situação absolutamente devastadora e desumana. No campo, as pessoas se encontravam em um frio congelante sem roupas de inverno, fazendo trabalhos forçados, comendo pouquíssima comida, e sendo vítimas de agressão física e psicológica todos os dias. Muitos passaram a morrer, não apenas de subnutrição e maus tratos, mas também cometendo suicídio. A chance de sobreviver era extremamente remota.

Com o passar do tempo, ele observou que, entre os que sobreviviam, existia algo em comum.  Frankl percebeu que a única liberdade que ainda lhe restava era a de decidir como reagir àquela situação. Em meio a tanto sofrimento, houve pessoas que encontraram coisas nas quais poderiam se apegar. Um sonho de voltar a tocar piano, um lugar que gostaria de visitar, uma pessoa para reencontrar depois da guerra. E essa pequena esperança virava um raio de luz.

Alguns anos atrás, fui à Casa da Anne Frank, em Amsterdam. Após passar 2 anos escondida em uma casa com mais 7 pessoas, Anne e sua família foram enviados para um campo de concentração em 1944. Como os homens eram separados das mulheres, Anne não teve mais notícias de seu pai. Sua irmã e sua mãe morreram, então sua última esperança era reencontrar seu pai.

A Casa de Anne Frank, em Amsterdam. Credito - Canva

A Casa de Anne Frank, em Amsterdam. Credito - Canva

Durante a minha visita, lembrei muito do livro de Frankl. Na parte final, há um vídeo de sua amiga, Hanneli Goslar, disponível no final da página neste link. Ela conta que Anne desistiu de viver quando passou a acreditar que o pai estivesse morto. Como disse Hanneli, “Ela não tinha mais nenhum motivo para viver”. Anne morreu após 6 meses no campo, apenas 2 meses antes de a guerra acabar e os prisioneiros serem libertados. O mais trágico é que seu pai, de fato, sobreviveu e transformou o diário dela em um livro, que tornou sua história mundialmente famosa.

outros grupos que dão relatos semelhantes. Em 2010, 33 mineiros chilenos ficaram soterrados por mais de 2 meses em 2010. E, em 1972, um avião caiu na Cordilheira dos Andes, com 45 pessoas a bordo. Os 16 sobreviventes, além do frio, passaram por um sofrimento inimaginável, onde tiveram até mesmo que comer a carne dos colegas mortos. Essas pessoas também relataram a importância de não desistir, criar uma rotina e manter o pensamento positivo.

Estamos todos vivendo uma tragédia sem precedentes no mundo. A incerteza, o sofrimento, a tensão, o medo, a vulnerabilidade dos mais pobres e grupos de risco. Nem todos reagem a esse tipo de situação da mesma maneira. Há dias em que você vai se sentir mal, e está tudo bem. Já tive depressão, e sei como às vezes chateia quando estamos mal e alguém fala para "pensar positivo", pois pode ser muito mais difícil do que parece. Naquela época, era livre para ir a qualquer lugar, mas estava presa em minha própria mente. Hoje, estou presa em casa, mas livre em meus pensamentos e sonhos.

Trouxe esses relatos aqui para que você saiba, com toda a certeza do mundo, que a pandemia VAI PASSAR. Dias melhores virão e você É maior e mais forte do que essa crise. Tente irradiar um pouquinho de luz em sua vida com essa certeza. O que você gostaria de fazer quando a crise passar? Quais sonhos tem? Como pode reconstruir a vida? Quem gostaria de reencontrar, onde gostaria de ir?

Dói, e está tudo bem. Vamos chorar juntas. Vamos ajudar a quem precisa juntas. Mas e se a gente sorrisse e sonhasse juntas também? Afinal, como Frankl disse, "Quando não podemos mais mudar uma situação, somos desafiados a mudar a nós mesmos".

 

Gostou do nosso post? Compartilhe com seus amigos e nos ajude a espalhar uma corrente do bem! Siga-nos no Facebook e Instagram para mais dicas de estilo de vida, trabalho social e moda sustentável!




Leticia Sales
Leticia Sales

Autor



Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.